Feriado Municipal celebra-se durante cinco dias em Aljezur


O Feriado Municipal de Aljezur vai ser aproveitado em festa entre os dias 25 e 29 de agosto com concertos de vários artistas nacionais.

Vão ser cinco dias de festa, em Aljezur, para celebrar o Feriado Municipal do concelho, de dia 25 a 29 de agosto, com um cartaz repleto de animação e nomes da música nacional.

Logo no primeiro dia, na Câmara Municipal de Aljezur vai ocorrer uma sessão solene de abertura que contará com a atribuição da medalha Municipal de Mérito e Dedicação «Grau Ouro» a António Novais Henriques, pela sua constante entrega aos desafios associativos do concelho.

Nesse momento serão ainda atribuídas outras medalhas municipais de mérito cultural e desportivo a várias associações do concelho.

As festividades arrancam na sexta-feira, dia 25, com a abertura da street food, junto ao Mercado Municipal, onde não vão faltar petiscos, tasquinhas e apontamentos musicais.

No dia 26 a noite faz-se ao som do Deejay Telio e Richie Campbell sobe ao palco no dia 27.

A já popular Noite A – Noite Multicultural, com o habitual branco como dress code está marcada para o dia 28 de agosto, um evento que vai ocorrer na zona histórica e será palco de diferentes espetáculos e performances.

Ao longo do dia, os visitantes terão ainda a possibilidade de visitar os núcleos museológicos do circuito histórico-cultural e ambiental de Aljezur e, ao final da tarde, Rita Guerra dará um concerto intimista no palco do Castelo.

A noite fecha no palco principal onde os D.A.M.A convidam Buba Espinho para uma noite que promete ser memorável.

A festa de Aljezur continua na manhã do dia feriado com a tradicional marcha-passeio até à Praia do Monte Clérigo, com a recriação do banho de 29, onde todos são convidados a tomar o aclamado «banho santo».

Ao final da manhã terá início a «Mega Sardinhada em sua Casa», com a distribuição gratuita, em todas as freguesias, das sardinhas para esse momento de confraternização.

O encerramento das festividades ficará a cargo, no palco principal, de João Pedro Pais, num concerto de músicas intemporais.



Source link

Leave a Comment