Jovem morre no regresso a Itália após JMJ. Médicos acreditam que contraiu infeção em Lisboa – Observador


Luca Re Sartù, italiano de 24 anos, morreu após participar na Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, alegadamente devido a uma bactéria multirresistente chamada Staphylococcus que terá contraído em Lisboa.

O jovem italiano era catequista, esteve em Lisboa com o grupo de jovens do oratório de San Luigi e começou a ter sintomas quando ainda estava em Portugal, onde permaneceu mais três dias após o encerramento do evento. Ainda foi assistido na capital portuguesa, mas os sintomas foram atribuídos ao cansaço dos dias anteriores e à mudança repentina de temperatura.

De acordo com o Milano Today, Luca Re Sartù teve febre alta e cansaço ainda quando estava em Portugal. Regressou a Itália na quarta-feira, piorou e foi levado diretamente do aeroporto de Bérgamo para as urgências Mater Domini, em Castellanza. Acabou por sofrer uma paragem cardíaca e no dia seguinte foi transferido para o hospital de Monza, local onde acabou por morrer.

Apesar de ainda não haver resultados da autópsia que foi realizada na segunda-feira, os médicos italianos acreditam que o jovem tenha contraído a bactéria Staphylococcus em Lisboa. E o pai, Francesco Re Sartù, em declarações ao La Repubblica, também confirmou a existência de uma alegada bactéria e o facto de se crer que a apanhou em Lisboa: “[Na JMJ] deve ter apanhado a bactéria que não lhe deixou saída.”

O Estado é laico. Afinal, o que é que isto quer mesmo dizer?

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR



Source link

Leave a Comment