Mauricio Moreira sentiu-se mal e foi assistido pelos bombeiros


Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Absolutamente ninguém terá conseguido antever a absoluta derrocada dos supremos favoritos na primeira jornada de montanha da 84.ª edição, nomeadamente do ciclista uruguaio

Vencedor na Torre há um ano e da última edição da Volta, Mauricio Moreira sentiu-se mal à saída da Covilhã e foi assistido pelos bombeiros, ficando a 9m12s da amarela. Após o susto, o uruguaio recuperou e, à noite, já se encontrava animado e pronto para hoje alinhar em Penamacor, “para ajudar a Glassdrive-Q8 na luta dos próximos dias”, segundo fonte da equipa.

O impensável aconteceu na Torre, a Glassdrive-Q8-Anicolor falhou em toda a linha, com Mauricio Moreira a despedir-se definitivamente da defesa do título da Volta a Portugal em bicicleta, comandada pelo vencedor da quinta etapa, Delio Fernández.

Absolutamente ninguém terá conseguido antever a absoluta derrocada dos supremos favoritos na primeira jornada de montanha da 84.ª edição, nomeadamente do ciclista uruguaio, que perdeu o contacto logo no início dos 20 quilómetros de subida ao ponto mais alto de Portugal continental, onde o galego da AP Hotels&Resorts-Tavira-Farense repetiu triunfo (já ali tinha vencido em 2015) e vestiu, pela primeira vez na carreira, a camisola amarela da Volta.





Source link

Leave a Comment