A BOLA – Arouca vence Estoril em jogo absolutamente louco! (veja o resumo) (Liga)


Jogo de espetacularidade máxima e sério candidato a ser o melhor da presente temporada. Sim, mesmo que estejamos ainda na… primeira jornada. Porque o duelo entre o Arouca e o Estoril, realizado na noite deste domingo, no Estádio Municipal de Arouca, foi absolutamente eletrizante e a vitória poderia (mesmo) ter caído para qualquer um dos lados.

Venceu o Arouca (4-3), mas o Estoril sai da Serra da Freita de cabeça bem erguida. Porque os comandados de Álvaro Pacheco fizeram uma excelente exibição e apenas saíram derrotados porque procuraram… a vitória.

Jordan Holsgrove, de livre direto (contando com a tremenda colaboração de Arruabarrena…), abriu o ativo aos 10 minutos, sendo que, apenas dois minutos depois, Heriberto Tavares até aumentou a vantagem dos canarinhos, mas o golo do extremo foi anulado por fora de jogo (55 centímetros).

A partida, percebia-se, estava de parada e resposta e Rafa Mújica, aos 20 minutos, rematou forte e colocado para o empate.

A primeira parte não terminaria sem um lance que poderia ter prejudicado seriamente o Arouca, uma vez que Eboué Kouassi (que já tinha amarelo) teve uma entrada dura sobre Cassiano e viu o cartão vermelho direto. Previam-se sérios problemas para os arouquenses daí para a frente…

Esse mesmo cenário adensou-se logo aos 49 minutos, quanto João Marques, já dentro da área, rematou ao ângulo superior direito da baliza de Arruabarrena e recolocou o Estoril na frente.

Apenas cinco minutos depois, Cassiano cabeceou para o fundo das redes contrárias, mas, no início da jogada, Heriberto Tavares foi (novamente) apanhado em posição irregular e o golo do ponta de lança brasileiro foi invalidado.

O ritmo estava alucinante e, aos 57 minutos, o Arouca voltou a empatar: livre de David Simão e Cristo González, à entrada da área, rematou de primeira para o 2-2. Grande golo!

Aproveitando a vantagem numérica, o Estoril voltou à carga e conseguiu nova vantagem: cruzamento da direita de Volnei Feltes e excelente cabeceamento de Alejandro Marqués.

O emblema da Serra da Freita, sempre muito apoiada pelos seus adeptos, empatou logo de seguida, quando Volnei Feltes, infeliz, introduziu a bola na própria baliza, após livre de David Simão.

E quando o Estoril dava tudo para chegar ao triunfo, foi o Arouca, no último suspiro, que festejou: cruzamento da esquerda de Weverson e Pedro Santos, ao segundo poste, fez explodir de alegria aficionados arouquenses.

Na próxima jornada, o Arouca desloca-se ao reduto do Vizela (domingo, às 20.30 horas), mas, antes disso, o conjunto orientado por Daniel Ramos viaja até à Noruega onde, na próxima quinta-feira (18 horas), defronta o Brann, na 2.ª mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga Conferência.

Já o Estoril irá realizar o seu primeiro jogo em casa nesta edição do Campeonato, recebendo, na 2.ª jornada, o Rio Ave, partida que vai realizar-se no próximo domingo, às 15.30 horas.

Veja o resumo:





Source link

Leave a Comment