Góis promete “habitações com rendas acessíveis” e exige “via estruturante” – Notícias de Coimbra


“Temos desenhada uma Estratégia Local de Habitação  que foi financiada a 100% pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”, revelou o presidente da Câmara Municipal de Góis, este domingo, 13 de agosto.


O objetivo é que “cada habitante do concelho tenha uma casa acessível, segura e adequada e que a mesma seja a base fundamental para o desenvolvimento da sua família, comunidade e emprego no concelho”, frisou Rui Sampaio, no seu discurso na Sessão Solene do Dia do Município.

Para o autarca a Estratégia Local de Habitação  é “prioritária para o território, baseando-se em quatro prioridades abrangentes, que se fundamentam na melhoria do mercado de habitação e nas questões de maior preocupação, visando apoiar a ambição da estratégia municipal, de forma a satisfazer os desafios urbanos e residenciais.

O edil destacou, ainda, “a parceria que o Município estabeleceu com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, no âmbito do Programa Rendas Acessíveis, tendo sido sinalizado para Góis um investimento para aquisição e reabilitação do Parque Habitacional e construção nova. As habitações com rendas acessíveis deverão estar disponíveis aos utilizadores em junho de 2026”. Rui Sampaio referiu que este “programa é financiado pelo PRR”.

Aproveitando a presença do ministro da Educação, o autarca deixou o alerta: “ao concelho de Góis falta uma via estruturante, que permita, com rapidez, as deslocações para outros pontos da Região e do País”, notando que as acessibilidades são um desafio muito caro  para o concelho.

“Recentemente, reunimos com o Senhor Secretário de Estado das Infraestruturas, para reiterar o nosso interesse em ver concretizada a empreitada de requalificação da Estrada Nacional 342, uma estrada estruturante e estratégica para o concelho. Com desilusão verificámos que este projeto não está previsto no Plano Nacional de Investimentos, nem no PRR, o que não podemos deixar de lamentar pelos constrangimentos que continuará a causar ao desenvolvimento do nosso concelho, mas também da região”, constatou o autarca.

“Após quase dois anos de mandato, apraz-nos concluir que muito já foi feito e que estamos no bom caminho para dar continuidade ao compromisso que firmámos com os munícipes”, realçou.

Rui Sampaio aproveitou a ocasião para elencar e destacar “um conjunto de ações e projetos que são contributos valiosos para o crescimento e desenvolvimento de concelho e como comunidade”, assegurando “sempre um desenvolvimento responsável e sustentável do Concelho de Góis, de cada uma das suas freguesias: Alvares, Cadafaz e Colmeal, Góis e Vila Nova do Ceira”.

A expansão do Sistema de Mobilidade do Mondego também foi tema na intervenção do presidente da Câmara, “na medida em que este sistema se considera um verdadeiro contributo para que, no futuro, Góis venha a fazer parte de uma verdadeira área metropolitana da Região de Coimbra”.

A sessão solene comemorativa do Feriado Municipal, que foi presidida pelo ministro da Educação, contou ainda com distinções honoríficas, que homenageiam publicamente pessoas e entidades que contribuíram e contribuem para o engrandecimento do Município de Góis, bem como a entrega de subsídios de natalidade a quatro famílias e a assinatura de protocolos de concessão de subsídios municipais.

Veja os vídeos:

 



Source link

Leave a Comment