A BOLA – Petit «preparado para o Benfica da 2.ª parte na Supertaça» (Boavista)


Petit projetou este domingo a receção ao Boavista, acreditando que o Boavista será capaz de dar uma boa resposta diante das águias. 

«Depois do jogo com o Leiria [Taça da Liga] tivemos mais três semanas para preparar a equipa da melhor forma», declarou o treinador das panteras, reconhecendo que as dificuldades por que passa o clube do Bessa afetam sempre o grupo, mas também assegurando que ele e a sua equipa técnica procuram fazer tudo para o blindar: 

«Só podemos controlar o nosso trabalho, tentar moralizar os jogadores, tentar trabalhá-los para se apresentarem sempre na melhor forma e nestas cinco/seis semanas posso dizer que eles têm sido excecionais, têm trabalhado, aplicam-se no dia-a-dia… é normal que essas notícias possam abanar um pouco, mas a nós, equipa técnica, compete-nos mantê-los focados no trabalho para serem mais fortes e para entrarmos bem no jogo e darmos uma boa resposta.» 

A recente lesão do guarda-redes César – o brasileiro sofreu uma rotura do ligamento cruzado anterior do joelho direito, vai ser operado e fica afastado por período não inferior a seis meses – deixa Petit com um quadro de guardiões extremamente jovem. Nada, porém, que melindre o técnico da pantera. 

«Temos o Tomé [Sousa] que tem 16 aninhos, o Luís [Henrique, 18] que na época passada era júnior e o João [Gonçalves, 22] que já fazia parte do plantel e é com ele que vamos contar juntamente com esses dois meninos. É com eles que nos vamos apresentar amanhã, sabendo que do outro lado vai estar uma equipa muito competente, com bons processos e bons jogadores», definiu Petit, não negando que a mão-cheia de saídas faz alguma mossa, mas confiando naqueles que está disponíveis: 

«Nós, treinadores, gostamos de ter um plantel competitivo, com jogadores de qualidade. Neste momento temos um plantel com 32, 16 da formação e alguns que estiveram emprestados e mesmo muitos desses fizeram poucos jogos. Mas temos uma base da época passada. É verdade que perdemos o Yusupha, o Mangas, Gorré, o Cannon, o Bracali e o Sasso ainda não está apto, seis jogadores que eram importantes, mas os que temos estão a trabalhar para apresentarmos um bom 11, forte e para sermos rigorosos. Vamos passar por momentos difíceis, mas quando tivermos bola também temos de ter qualidade e foi para isso que trabalhámos.»  

Petit, que garantiu a disponibilidade de Bruno Onyemaechi e de Chidozie, dois ativos muito cobiçados, partilhou também o que espera das águias tendo por comparação a final da Supertaça ganha ao FC Porto:  

«Estou mais preparado para o Benfica da 2.ª parte, com a entrada do Musa na frente, uma referência. Depois haverá uma uma ou outra nuance, com duplo pivot dos médios, o João Neves e o Kokçu, o Di María a vir muito do corredor para dentro, a dúvida entre o Aursnes e o João Mário, a dúvida entre o Rafa e o Musa na frente… Trabalhámos muito as ideias da equipa adversária e sobretudo muito o que podemos fazer para a contrariar.» 

Boavista e Benfica defrontam-se esta segunda-feira no Bessa, às 20.45 horas, com arbitragem de António Nobre da AF Leiria. 





Source link

Leave a Comment