FC Porto fala em ″tendência″ que se ″acentuou″ e aponta ″decisões bizarras″ de Luís Godinho


Redação

Tópicos

Através da newsletter “Dragões Diário”, o clube azul a branco critica duramente a atuação do árbitro Luís Godinho na Supertaça, diante do Benfica.

A arbitragem de Luís Godinho na Supertaça Cândido de Oliveira, ontem, mereceu críticas por parte do FC Porto que, através da newsletter “Dragões Diário”, comparou o número de expulsões de jogadores dos azuis e brancos e do Benfica em duelos apitados pelo juiz da AF Évora. O clube portista fala numa “tendência” que se “acentuou” na partida de quarta-feira, em Aveiro.

“É um facto que Luís Godinho já arbitrou 23 jogos do FC Porto. Também é um facto que Luís Godinho já arbitrou 23 jogos do Benfica. É um facto que Luís Godinho já expulsou sete vezes jogadores do FC Porto. Também é um facto que Luís Godinho nunca expulsou qualquer jogador do Benfica. É um facto que ontem Luís Godinho expulsou Pepe, capitão do FC Porto. Também é um facto que ontem Luís Godinho não expulsou João Neves, médio do Benfica, a quem foi poupado o segundo amarelo ao minuto 50, com o jogo empatado a zero. É um facto que o histórico de expulsões de Luís Godinho em jogos do FC Porto e do Benfica parece indiciar uma tendência. Também é um facto que essa tendência aparente acentuou-se ontem e pode ter tido influência no resultado”, escrevem os dragões, falando ainda de “decisões bizarras” que aconteceram em jogos passados.

“É um facto que alguns jogos do FC Porto arbitrados por Luís Godinho ficaram marcados por decisões bizarras: Danilo expulso em Moreira de Cónegos por Luís Godinho ter ido contra ele; Luis Díaz expulso em Braga por ter rematado à baliza – uma decisão que o próprio Conselho de Arbitragem, numa atitude rara, veio a confirmar ser incorreta; penálti por assinalar na sequência de uma patada de Otamendi a Zaidu, no clássico disputado na Luz na última temporada (neste caso, enquanto videoárbitro, o que torna a decisão mais difícil de compreender). Também é um facto que Luís Godinho bisou a expulsar Sérgio Conceição em Supertaças: fê-lo ontem e em 2018. O FC Porto perdeu com o Benfica por 2-0 num encontro da Supertaça em que foi muito superior na primeira parte e em que sofreu dois golos na segunda, em apenas sete minutos, numa altura em que já devia estar em superioridade numérica. Factos”, finaliza o FC Porto.

O Benfica venceu o FC Porto por 2-0, na quarta-feira, e conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira.





Source link

Leave a Comment