torcedora argentina é presa por racismo


Uma torcedora argentina foi presa em flagrante pelo crime de racismo durante a partida entre Fluminense e Argentinos Juniors, nessa terça-feira (9), pela volta das oitavas de final da Copa Libertadores. A suspeita teria insultado um policial militar que tentava intervir para acabar com um confronto no Setor Norte do Maracanã, destinada aos visitantes.

De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Militar, um segurança particular e uma agente do Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (BEPE) também foram agredidos fisicamente durante a confusão generalizada. A corporação informou que “foi necessário o emprego de armamento de menor potencial letal para estabilizar o local”.

Além da mulher presa por racismo, dois torcedores argentinos também foram detidos e levados Vara de Execuções Penais do Maracanã. Um torcedor do Fluminense também foi preso acusado de agredir uma funcionária de um dos bares do estádio.

Horas antes do jogo, torcedores dos dois clubes também entraram em confronto em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. Vídeos da briga foram compartilhados nas redes sociais. Também houve relato de insultos racistas por parte dos argentinos.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas



Source link

Leave a Comment